Últimas Notícias
Brasil

Ataques de 'morcego-vampiro' fazem 9 vítimas no município de Bagre, no Marajó

As autoridades em saúde do município de Bagre, no arquipélago do Marajó, investigam os ataques do animal conhecido como “morcego-vampiro” a moradores da comunidade Rio Piquirinha. Até agora, pelo menos nove pessoas já foram vítimas dessa espécie de morcego, que é uma das poucas que se alimenta de sangue. Agora, os agentes de saúde buscam saber se os animais portam alguma doença ou condição que possa trazer consequência à saúde das pessoas.

As autoridades em saúde do município de Bagre, no arquipélago do Marajó, investigam os ataques do animal conhecido como “morcego-vampiro” a moradores da comunidade Rio Piquirinha (Divulgação)

Uma colônia de “morcegos-vampiros” foi identificada na localidade e alguns animais foram capturados para análise. Até o momento, a Prefeitura de Bagre não emitiu um posicionamento oficial sobre o caso.

Esta não é a primeira vez que um município do Marajó registra ataques de morcegos. Em 2004, em Portel, foram contabilizados 18 casos de raiva humana transmitida por morcego. Em boletim epidemiológico divulgado à época, o Instituto Evandro Chagas classificou esse como o maior surto já registrados no país “e o maior registrado pela literatura mundial em tão curto período de tempo (um mês)”.

Raiva é uma zoonose viral e a transmissão se dá pela penetração do vírus contido na saliva do animal infectado, principalmente pela mordida. O vírus atinge o sistema nervoso central e, no caso de Portel, os 18 infectados morreram.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: O liberal



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário