Últimas Notícias
Brasil

Empreendedores de Outeiro e Mosqueiro podem receber crédito de até R$ 10 mil para veraneio de julho

Até o próximo dia 8 de julho, é possível que a Prefeitura de Belém, por meio do Banco do Povo, viabilize um crédito solidário (microcrédito) para os pequenos empreendedores que moram nas ilhas de Outeiro e de Mosqueiro, para ajudá-los a se preparar para as vendas do veraneio de julho, que se aproxima. Com informações da Agência Belém.

A ilha de Caratateua é composta por 26 ilhas situadas ao centro-leste, no oeste e ao sul do município de Belém. (Cristino Martins / Arquivo)

A meta é liberar os financiamentos com valores de até R$ 5 mil para pessoa física e de até R$ 10 mil para pessoas jurídicas. O dinheiro poderá ser investido na compra de mercadorias (capital de giro) e na aquisição de equipamentos e reformas (capital fixo). O pagamento é parcelado e os juros variam de 0,01% a 1,5%.

Segundo a coordenadora-geral do Banco do Povo, Georgina Galvão, a intenção é que os negócios prosperem. "Vamos iniciar as oficinas de elaboração dos planos de negócio, analisando caso a caso para verificar as necessidades de cada um", explicou. Na última sexta-feira (24), ela e a equipe de crédito da instituição se reuniram com cerca de 80 pequenos comerciantes, donos de barracas e vendedores ambulantes, no auditório da Fundação Escola Bosque (Funbosque), para explicar sobre o incentivo da Prefeitura.

O Banco tem R$ 1 milhão em crédito para investir em Outeiro, dentro do pacote de medidas emergenciais anunciado pela Prefeitura, desde a interdição da ponte que dá acesso ao distrito. Em uma etapa anterior, 47 donos de barracas de praia receberam o crédito solidário. Agora, os próximos contemplados irão passar pelas oficinas de plano de negócio que serão realizadas nas próximas segunda e terça-feira, 27 e 28.

Mosqueiro

O acesso ao crédito solidário junto às tapioqueiras e aos feirantes da Vila e do Chapéu Virado já vinha sendo discutido e, na última terça-feira (21), houve um novo diálogo com vendedores ambulantes de várias partes do balneário, como Cajueiro, Carananduba, Vila, Aeroporto, Chapéu Virado, Murubira, Furo das Marinhas e assentados da agricultura familiar, que comercializam na Feira do Produtor, entre outros.

A agente distrital Vanessa Egla, que participou do encontro, disse que a atuação da Prefeitura de Belém vai ocorrer em várias frentes, "inclusive, na garantia de crédito solidário aos vendedores ambulantes e aos feirantes residentes em Mosqueiro, para que eles possam investir no próprio negócio e crescer economicamente", destacou. Durante toda a semana, os agentes do Banco se reuniram com os interessados organizados em grupos para fazer as oficinas de plano de negócio.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: O liberal



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário