Últimas Notícias
Brasil

OURÉM: Apresentação oficial da Logomarca do Festival da Canção Ouremense de 2022

O evento contou com a presença de autoridades da política e do meio artístico, além de convidados

Foto: Viva Notícias
Aconteceu na noite desta quarta-feira (20), na cidade de Ourém/PA, a cerimônia de lançamento da Logomarca do XXXVI Festival da Canção Ouremense.

A cerimônia foi realizada no Centro de Convivência da Terceira Idade e contou com a participação de muitas autoridades, entre elas, o prefeito municipal, Sr. Roberto Uchoa, Vereadores, as deputadas estaduais Ana Cunha e Marinor Brito, além de algumas personalidades que marcaram a história do Festival da Canção.

Ebe Potiguar: Secretárua de Cultura; Roberto Uchoa: Prefeito Municipal / Foto: Viva Notícias

Estiveram também no evento a Secretária Municipal de Cultura de Ourém, Sra. Ebe Potiguar, e o Sr. Guilherme Relvas, Presidente da Fundação Cultural do Pará, que em sua fala disse que “a intenção da Fundação é colocar o Festival da Canção de Ourém no circuito dos festivais nacionais, para consolidá-lo como um evento que Ourém merece”.

Deputada Estadual Marinor Brito / Foto: Viva Notícias

O objetivo do evento foi apresentar a Logomarca do Festival, que resultou de um longo período de criação, que começou com um concurso de desenho, realizado no município, do qual participaram muitos cidadãos Ouremenses.

Segundo a Secretária de Cultura do município, Sra. Ebe Potiguar, “a Logmarca foi inspirada em elementos da cultura local com a intenção de despertar nas pessoas o sentimento de pertencimento, porque o Festival passa a ser um evento para valorizar e dar visibilidade aos cidadãos de Ourém”.

O Festival da Canção Ouremense começou em 1983, há 39 anos, mas foram celebradas, oficialmente, 35 edições. Participaram do evento de lançamento da Logomarca de 2022 alguns dos os fundadores do festival na década de 80, entre eles, Veloso Dias, autor da música ex my love, interpretada por Gabi Amarantos e tema de Novela da Rede Globo.

Para esta Edição de 2022, há um elemento que marca a diferença das edições anteriores, o fato de o Festival da Canção ter sido considerado Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado do Pará, através da Lei estadual nº 9.352, de 29 de novembro de 2021.

A iniciativa da Lei foi da deputada estadual Diana Belo, quem propôs o projeto que foi aprovado pela Assembleia legislativa e sancionado pelo governador Helder Barbalho.

A LOGOMARCA


A Logomarca é uma construção simbólica, muito representativa da cultura ouremense.

§  De forma geral, o símbolo representa a concha acústica, palco do festival, o rio Guamá passando ao lado, e, subliminarmente, o “caracol” ou cóclea, estrutura de nosso ouvido interno que faz parte do processo de conversão das ondas sonoras em sinais elétricos enviados ao cérebro, o que nos permite interpretar os sons.

§  Internamente, os elementos centrais se referem às principais influências dos três povos formadores de nossa cultura: o indígena, simbolizado pelo maracá Tembé, a comunidade quilombola, pelo tambor africano, e os ribeirinhos, através do violão.

§  O curió destacado na parte superior - assim como a canoa, as águas e a mata - faz alusão aos versos que imortalizaram esse cenário em “Uma Canção Para Ourém”, de Veloso Dias:

“Minha canoa percorre os igarapés

Eu sinto o cheiro forte da tua mata

O canto inspirado de um curió

À noite eu repito em serenata”



A criação da Logomarca ficou por conta do Artista/Designer Beto Campos, quem a apresentou em detalhes no evento.

Réplica da camisa oficial da 1ª edição do Festival (1983)
Réplica da camisa oficial da 1ª edição do Festival (1983)
Ismael (Artista ouremense); Ebe Potiguar (Secretária Municipal de Cultura); Marinor Brito (Deputada Estadual)
Foto: Viva Notícias


FOTOS DO EVENTO











Da Redação: Viva Notícias



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário