Últimas Notícias
Brasil

Vanderlei Luxemburgo se filia ao PSB para disputar eleições

O técnico de futebol Vanderlei Luxemburgo assinou hoje sua carta de filiação ao PSB (Partido Socialista Brasileiro) para disputar às eleições no pleito deste ano. A assinatura da ficha de filiação ocorreu em uma cerimônia no auditório Miguel Arraes, na sede do partido, em Brasília, informou a sigla em seu site.

Reprodução

O evento de filiação contou com a presença do presidente estadual do PSB no Tocantins, o ex-prefeito de Palmas Carlos Amastha, o ex-governador do Distrito Federal Rodrigo Rollemberg, e do ex-juiz Marlon Reis.

O PSB explicou que expectativa é que o técnico, natural de Nova Iguaçu (RJ), se candidate pelo estado do Tocantins, mas ainda não há definição sobre qual o cargo que ele concorrerá.

"Luxemburgo encontra um partido grande, estruturado, ideológico, de princípios e de muitas gestões e, sobretudo, de compromisso. Nós vamos andar juntos e vamos fazer uma revolução na política", declarou Amastha. Na filiação, Luxemburgo afirmou que os políticos são "gestores" e, por isso, também devem "saber gerir o que está governando".

Algo que aprendi no futebol e na política não vai ser diferente. O 'eu' é egoísta. Quando você fala 'eu quero isso, eu quero aquilo', está sendo egoísta. O 'eu' é pra você. Quando você trabalha em um grupo, o 'nós' é fundamental. Então, eu estou sendo convocado para um projeto que eu tenho certeza que vai dar certo. Vanderlei Luxemburgo durante filiação ao PSB

A última passagem de Luxemburgo pelo futebol foi como treinador do Cruzeiro, de agosto a dezembro de 2021. Ele saiu do time mineiro no fim do ano passado após a compra da gestão do clube pelo ex-atacante Ronaldo e está sem clube desde então. Luxa tinha mais dois anos de contrato e cogitava encerrar a carreira com a equipe na elite do Campeonato Brasileiro, em 2023.

Partido destaca vitória do técnico nos campos

No texto sobre a filiação de Luxemburgo, o PSB destacou as vitórias do técnico dentro dos campos ao anunciar a chegada do "reforço" na sigla.

"Como técnico, conquistou cinco campeonatos brasileiros, nove paulistas, uma Copa do Brasil, uma Copa América pela seleção e diversos estaduais Brasil afora em diferentes times, totalizando 48 títulos ao longo de toda a carreira."

O partido ainda declarou que o técnico está entre os "mais vitoriosos treinadores da história do futebol mundial" e ressaltou o passado "humilde" de Luxemburgo.

De origem humilde, Luxemburgo é neto de um ferroviário sindicalista que lutou pela democracia no país e foi exilado pela ditadura militar. Seu sobrenome, conhecido internacionalmente, é uma homenagem à Rosa Luxemburgo, revolucionária marxista nascida na Polônia e uma das fundadoras do Partido Comunista alemão. Rosa Luxemburgo é também o nome da mãe do técnico, dado por seu avô. Ela era uma grande admiradora da filósofa, economista e militante política.

A sigla ainda comunicou que o novo filiado "tem conhecido de perto nos últimos anos as necessidades dos tocantinenses, tendo percorrido mais de 100 municípios do Estado".

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: Dol



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário