Últimas Notícias
Brasil

Por três anos consecutivos, o Pará apresenta redução na criminalidade e preserva

Em três anos, o Governo do Pará vem alcançando reduções significativas na criminalidade em todo o estado. No mês de dezembro de 2021, o estado alcançou a redução de 37% nos crimes violentos letais intencionais (CVLI), aqueles que englobam homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), por meio da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac).

Foto: Alex Ribeiro - Ag. Pará

O número é referente ao período de 1º a 31 de dezembro, quando comparado com o mesmo período do ano de 2018, representando, assim, o melhor mês de dezembro, na linha histórica, dos últimos três anos.

 “Finalizamos mais um ano com redução na segurança pública. Entramos na nossa gestão com o terceiro ano consecutivo de redução na criminalidade. Algo muito difícil de acontecer. Ressaltando que, neste último mês de dezembro, especialmente, foi o melhor índice alcançado em toda a linha histórica, com o menor número nos crimes violentos letais e intencionais. Isso fez com que fechássemos o ano com uma redução, garantindo o terceiro ano consecutivo, com resultados positivos na segurança pública do Pará”. Pontuou o secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado.

Os resultados positivos também foram computados no acumulado dos meses de 2021 em comparação com o ano de 2018, registrando o índice de 43% de redução na criminalidade. Os dados compreendem o período de 1º de janeiro a 31 de dezembro e reforçam que o trabalho desenvolvido nesses três anos, pela atual gestão da Segurança Pública, conseguiu tirar o Pará do ranking de uma das cidades mais violentas do país, para um dos estados que mais reduziu a criminalidade.

 “Esses resultados são frutos de investimento em tecnologia, aliada ao trabalho da inteligência, e o fundamental, a integração entre as forças do Sistema de Segurança Pública do Estado que vêm atuando fortemente no combate à criminalidade no território paraense", avaliou Ualame Machado.

Vidas preservadas

Esses índices refletem no número de vidas preservadas em todo o estado. Nos últimos três anos, comparando com o ano de 2018 - 1o de janeiro a 31 de dezembro - em 2019, foi possível registrar a preservação de 1.117 vidas. Já em 2020, esse número de vidas aumentou para 1.702. Por fim, em 2021, os números totalizaram 1.728, alcançando-se, assim, 4.547 vidas preservadas em todo estado.

“Se pudéssemos revelar isso em fatos seria o caso de destacarmos que nesses três anos, o esforço empregado para combater a criminalidade preservou 4,5 mil vidas nesses períodos. Isso quer dizer que, a cada ano, de 2019, 2020 e 2021, nós preservamos 1.500 vidas em média, se relacionado com os mesmos números do ano de 2018, o ano anterior à nossa gestão. O nosso maior legado e conquista desse período são essas 4.500 vidas preservadas. Um número que equivale ao quantitativo de população de vários municípios do nosso estado. Garantir o direito à vida da nossa população, nesses últimos três anos, sem dúvida, é o maior legado dessa gestão”, concluiu o titular da Segup.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: Agência/PA



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário