Últimas Notícias
Brasil

São Raimundo volta à Série B do Parazão após julgamento

A Segunda Divisão do Campeonato Paraense está de volta! Mas não é para rolar a final. Mas sim por conta do julgamento que envolve o São Raimundo e o Caeté. O Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA) julgou a denúncia do clube santareno e o colocou de volta à competição. A audiência ocorreu no fim da tarde desta sexta-feira (10).

André Cavalcante e Sandro Lopes representaram o Pantera Santareno | Divulgação

Os advogados Sandro Lopes e André Cavalcante, ex-Remo, estiveram na defesa do Pantera Santareno, que venceu a sessão por 3 votos a 1, após denunciar o Parauapebas pela escalação irregular de um atleta que deveria ter cumprido suspensão por cartões amarelos. Com isso, o São Raimundo entra na vaga do Parauapebas - eliminado pelo Caeté nas semifinais - e irá disputar uma vaga na elite do Parazão contra o Caeté.

"Isso já era esperado. Não paramos de treinar em nenhum momento. Continuamos os treinamentos, pois tínhamos certeza de que iríamos ganhar esse julgamento. Agora, é se preparar mais ainda. Isso nos deixou felizes e mais tranquilos para continuar trabalhando. Vamos fazer as duas partidas contra o Caeté, brigando pela classificação para dar alegria ao torcedor. Temos uma boa equipe. Temos que chegar forte para passar nesse último mata-mata para a elite do Parazão. O adversário é muito forte. Eles jogaram contra o Parauapebas e vimos as partidas. Será difícil, mas somos grandes. O São Raimundo é campeão brasileiro, tem tradição e os jogadores para jogar aqui tem que dar o sangue em campo. Só assim vamos conseguir nosso objetivo", comentou o técnico do Pantera, Osvaldo Monte Alegre.

As datas dos confrontos deverão ser divulgadas pela Federação Paraense de Futebol (FPF) nos próximos dias. Como o Guerreiro Caeteuara havia derrotado o Parauapebas na semifinal e conquistado o acesso para a elite estadual, irá recorrer da decisão, conforme afirmou o presidente do clube, Rodrigo Barata "Vamos cumprir dentro de campo e recorrer fora de campo".

Da redação/Viva Notícias
Fonte: Dol



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário