Últimas Notícias
Brasil

Criança morre após cair em escola, procurar atendimento médico e ser liberada

Uma menina de 7 anos morreu após cair na escola na última sexta-feira (29), procurar atendimento médico e ser liberada duas vezes seguidas. De acordo com o tio da criança, Rubens Silvério, eles chegaram à Santa Casa de Capão Bonito, em São Paulo, após a mãe dela receber uma ligação da escola informando sobre a queda. A menina Lorrane chegou com a reclamação de dor no joelho e um raio-x foi feito. Ela também reclamava de dores na perna, tinha vômito e febre, mas os médicos afirmaram que poderia ser uma virose, a medicaram e a liberaram para ir para casa. As informações são do G1 Itapetininga.

No dia seguinte (30), a perna da criança começou a ficar inchada e a mãe decidiu voltar com ela ao hospital. Dessa vez, os médicos colocaram uma tala e liberaram novamente a criança. No domingo (31), a criança retornou ao médico e, pela primeira vez, foi atendida por uma pediatra. Segundo os familiares, ela já chegou com a boca roxa e precisou de oxigênio.

Menina de seis anos morre ao sentar em vaso sanitário e ser picada por cobra venenosa

A especialista, então, solicitou um exame de raio-x no estômago e percebeu que o fígado de Loranne estava inchado. Foi solicitado que a criança fosse transferida para Sorocaba para novos exames, mas ela não resistiu e morreu durante a transferência.

DESCASO

Para o tio da criança, houve descaso dos médicos. "Não tem pediatra. Só no terceiro atendimento que teve. E dava tempo, eu acredito muito que dava tempo", desabafou.

Em nota à Tv Tem, o hospital nega descaso, mas confirma que a criança foi atendida nos dias 29, 30 e 31 de outubro. "No terceiro atendimento constatou-se tratar-se de caso potencialmente grave em decorrência dos sinais e sintomas apresentados e, prontamente, foi solicitada vaga de transferência via CROSS, que foi concedida para o Hospital Regional de Sorocaba". Ainda segundo a Santa Casa, a paciente foi acompanhada durante o transporte por uma médica especialista, mas morreu durante a remoção. A instituição informou ainda que decidiu encaminhar o corpo ao Instituto Médico Legal (IML) para que a causa da morte seja esclarecida e que, no momento, "é precipitado qualquer especulação e conclusão". A unidade, por fim, lamentou a morte de Lorrane e se solidarizou com familiares e amigos, além de afirmar que uma sindicância médica será aberta para apurar todos os detalhes dos atendimentos.

A Prefeitura de Capão Bonito, por sua vez, lamentou o caso e disse estar presentando todo o apoio necessário à família. A gestão informou que aguarda agora o resultado oficial da perícia para tomar as medidas necessárias.

Já a Polícia Civil informou que um boletim de ocorrência foi registrado e que o caso será investigado.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: O liberal



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário