Últimas Notícias
Brasil

Em novo atentado, homem morre e dois são baleados na fronteira

Uma pessoa morreu e duas ficaram feridas em um novo atentado na manhã desta quarta-feira (13), em Capitán Bado, município vizinho a Coronel Sapucaia, cidade sul-mato-grossense na região de fronteira entre Brasil e Paraguai. Entre os baleados está o vereador do município paraguaio, Ismael Valiente, e um idoso de 84 anos.

Atentado ocorreu enquanto vítimas tomavam tereré — Foto: Capitanbado.com

Em menos de uma semana, essa é a sétima morte registrada na região de fronteira. Tanto a polícia paraguaia, quanto a brasileira reforçaram a segurança local.

De acordo com informações do Secretário de Segurança Pública de Ponta Porã, Marcelino Nunes, o crime ocorreu por volta das 11h. Juan Bosco Gomez, que não teve a idade divulgada, foi morto com tiros na cabeça e no tórax. Além do vereador, o idoso Hermenegildo Lopez, de 84 anos, ficou ferido.

Uma ocorrência registrada sobre o caso indica que o vereador Ismael Valiente foi ferido do lado esquerdo do corpo, já o idoso tinha ferimentos nas pernas. Ismael foi socorrido e encaminhado com escolta da paraguaia até um hospital em Pedro Juan Caballero.

Série de crimes

Após os homicídios registrados nos últimos cinco dias na fronteira, o governo paraguaio anunciou um convênio entre Brasil e Paraguai para garantir segurança na região. O anúncio foi feito pelo ministro do interior do Paraguai, Augusto Giuzzio, e confirmado pelo secretário de Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp), Antônio Carlos Videira.

Vítimas

Outras seis pessoas foram executadas nos últimos seis dias na região de fronteira entre Brasil e Paraguai. Entre as vítimas estão:

Hugo Ronaldo Acosta, de 32 anos, policial paraguaio, executado na terça-feira (12).

Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21 anos, filha de Ronald Acevedo, governador do estado de Amambay, no Paraguai, executada no sábado (9);

Omar Vicente Álvarez Grance, de 32 anos. Conhecido como "Bebeto", foi atingido por 31 tiros, no sábado (9);

Kaline Reinoso de Oliveira, de 22 anos. Natural de Dourados, foi morta com 14 tiros, no sábado (9);

Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, de 18 anos, morta com 10 tiros, sábado (9);

Farid Charbell Badaoui Afif, de 37 anos, vereador de Ponta Porã, cidade sul-mato-grossense vizinha à paraguaia Pedro Juan Caballero, morto na sexta-feira (8).

As policiais paraguaia e brasileira investigam os crimes.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: g1



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário