Últimas Notícias
Brasil

Polícia investiga morte de jornalista em Almeirim

O jornalista do “Tribuna Regional”, Eranildo Ribeiro da Cruz, 54 anos,  foi encontrado morto na segunda-feira (6), dentro de uma residência na área urbana de Monte Dourado, município de Almeirim.

Foto: Arquivo pessoal

Segundo informações da PM, os militares se deslocaram para o local indicado após denúncias. Ao chegarem à residência avistaram um aglomerado de populares, sendo necessário isolar o ambiente. 

Após adentrar no imóvel, a polícia teve que arrombar a porta do quarto onde estava a vítima. O corpo estava em posição “de bruços” com os braços para trás em cima de uma cama de casal, coberto com lençol e um travesseiro sobre a cabeça. Foi possível observar uma lesão no crânio com sangramento.

A motocicleta da vítima, modelo Honda Bros 150 (cor laranja), aparelho celular e a câmera profissional não estavam na residência e ainda não foram localizados. De acordo com informações coletadas, Iranildo foi visto um dia antes da sua morte sozinho no Porto de Monte Dourado por volta das 20h.

A Polícia Civil do município de Almeirim informou que as investigações estão evoluindo sob sigilo para não atrapalhar o serviço policial.

Em nota de pesar e repúdio pela morte do jornalista, o Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor/PA), se manifestou.

A Diretoria Executiva do Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor/PA), Diretoria Regional do Tapajós (DRTap) do Sinjor-Pa e a Comissão de Liberdade de Imprensa da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB-PA) vem a público conjuntamente expressar profundo pesar pelo brutal assassinato do jornalista Eranildo Ribeiro da Cruz, no distrito de Monte Dourado, do município de Almeirim (PA). As entidades se solidarizam com os familiares, amigos e colegas de Eranildo.

O jornalista popularmente conhecido como “Chocolate”, esteve a frente do jornal impresso “Tribuna Regional” com relevantes coberturas em assuntos de política e movimentos sociais na região e no município Laranjal do Jari no estado do Amapá (AP). Eranildo era um militante social sempre solidário e amigo de todos e todas. 

As entidades acompanham o caso em contato com os familiares e cobram uma investigação rigorosa do crime pela Polícia Civil. O Sinjor-PA e a Comissão de Liberdade de Imprensa da OAB-PA reforçam sua solidariedade aos amigos e familiares de Eranildo da Cruz e repúdio a esta violência.


Da Redação/Viva Notícias
Fonte: O impacto



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário