Últimas Notícias
Brasil

Estádios paraenses terão 30% do público liberado em setembro

Após protocolo apresentado pela Federação Paraense de Futebol (FPF) à Secretaria de Saúde (SESPA), Ministério Publico, Secretaria de Esporte e Lazer (Seel), órgãos de segurança do Estado e do município de Belém e Tribunal de Justiça Desportiva, visando o retorno das torcidas aos estádios paraenses, o Governo do Estado irá assinar um decreto com a volta do público aos estádios nesta sexta-feira (27).

 Torcedores de Remo, Paysandu, Castanhal e Paragominas poderá comparecer para incentivar as equipes. | Diário Online

O documento apresentará também as medidas de segurança que deverão ser seguidas para que os torcedores possam adentrar às praças esportivas. Entre eles, a comprovação de vacinação, o uso de mascará e, além disso, a compra dos ingressos será aplicada de maneira virtual. É válido lembrar que as diretorias de Remo e Paysandu irão dar prioridade para sócios dos clubes.

Clube do Remo, Paysandu, Castanhal, Paragominas deverão receber públicos já no início de setembro, enquanto que a Série B do Campeonato Paraense somente em outubro, quando inicia a competição.

O Governo Paraense, por meio da Procuradoria-Geral (PGE) e da Secretaria de Saúde (Sespa), fará um comunicado referente ao bandeiramento do Estado e irá esclarecer dúvidas sobre o tema. O informe será feito a partir das 11h. A expectativa é que seja positivo, o que não causará problemas para a liberação do público.

Como funcionará:

Visando evitar aglomerações, os portões dos estádios de Remo, Paysandu, Castanhal e Paragominas serão abertos com até seis horas de antecedência. Algumas vias poderão ser interditadas para facilitar o fluxo das torcidas nas redondezas das praças esportivas. além disso, equipes de fiscalização estarão nos locais para inspeção se os torcedores estarão com mascará e respeitando as demais exigências. 

Sobre os ingressos virtuais, cada bilhete será adquirido através do CPF do comprador, a fim do Governo do Estado verificar se a pessoa recebeu as vacinas contra o vírus da Covid-19. Outra pessoa não poderá usar o bilhete.

Da Redação/Viva Notícias
Fonte: O liberal



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário