Últimas Notícias
Brasil

CAPITÃO POÇO: falso advogado que aplicou golpes em Capitão Poço foi preso no Maranhão

Foi preso nesta quarta-feira 28, na cidade de Passo do Lumiar, região metropolitana de São Luís/MA, Tiago do Nascimento Sá, de 36 anos de idade. Ele é acusado de aplicar vários golpes no estado do Ceará e na cidade de Capitão Poço/PA. Tiago se apresentava como advogado para aplicar os golpes. Ele estava com mandado de prisão em aberto no estado do Ceará. Graças à colaboração da polícia civil de Capitão Poço foi possível a localização e prisão do criminoso.

Capitão Poço

No município paraense, o falso advogado fez várias vítimas. Ele se apresentava como advogado, dizia que iria assumir a causa de determinados processos, que iria fazer petições, mas eram apenas falsas promessas. Tiago até apresentava números falsos de processos que não existiam no sistema judiciário. As vítimas começaram a desconfiar e denunciaram o golpista.

Segundo as investigações, quatro funcionários públicos do Estado procuraram a polícia civil relatando que cada servidor já havia pago a quantia de R$ 6.000,00 (seis mil reais) para o falso advogado. Além dos servidores públicos, outas pessoas foram vítimas do mesmo golpe na cidade.

No dia 22 de julho de 2020 ele foi preso em flagrante  no município de Capitão Poço, no momento em que solicitava novos valores às vítimas. Com ele a polícia encontrou vários documentos que comprovavam as fraudes, tais como procuração e decisões judiciais falsas. Na época a polícia descobriu que Tiago também havia feito vítimas nos estados da Bahia e São Paulo.

Ceará

Na cidade de Moraujo/CE, o falso advogado fez pelo menos oito vítimas, o "modus operandi" era sempre o mesmo: falsas promessas de resolução de processos. Segundo a polícia, os prejuízos das vítimas somam  mais de R$ 200.000,00 (duzentos mil reais). A polícia informou ainda que Tiago abordava as vítimas principalmente pelas redes sociais. Os golpes começaram a ser aplicados em fevereiro deste ano.

A operação para prender o criminoso contou com a participação de policiais civis do Maranhão, Ceará e Pará. No local, a polícia encontrou documentos, celulares, dois carros e um falso diploma de advogado.

Da Redação/Viva Notícias



« VOLTAR
AVANÇAR »

Nenhum comentário